Embratur deve voltar a ter representantes no exterior

[Por Mercado e Eventos, 26/10/2011]
O conselho de Turismo da Confederação Nacional de Comércio de Bens, Serviços e Turismo reuniu-se nesta quarta (26) para debater a importância das agências de viagem para o turismo receptivo. O conferencista Cláudio Del Bianco, representante da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), defendeu importância de ações promocionais do Brasil no exterior. Entre elas, adiantou que está em fase de negociação com a Embratur e o Ministério do Turismo o retorno dos representantes permanentes da Embratur junto às embaixadas brasileiras no exterior.
“Tendo representantes da Embratur no país, fica mais fácil de trabalharmos o respectivo mercado”, ressaltou Del Bianco. Ele afirmou, no entanto, que não há previsão de envio desses profissionais para os países emissores.
As necessidades de aperfeiçoamento da recepção brasileira aos turistas não para por aí, acredita Del Bianco. Ele disse duvidar que o Brasil, mesmo com os megaeventos, consiga dobrar a marca atual de 5 milhões de turistas estrangeiros por ano. “Faltam leitos, transportes e qualificação”, resumiu.
Ele defendeu ainda o fim da necessidade de visto para turistas americanos, no qual o CNC está engajado. “Seria fantástico se aproveitássemos o momento de abertura do governo americano”, observou. Ele aposta que, sem o visto, o número de americanos que viriam visitar o país seria “multiplicado por cinco” com a redução da burocracia.
Outras deficiências, destacou o representante da Braztoa, são o preço alto dos pacotes e serviços turísticos brasileiros, tanto pela questão do câmbio quanto pelo excesso de impostos , e a logística dos voos para o Brasil: ela é, na visão de Del Bianco, deficiente pela pouca oferta de acentos e pelo excesso de escalas que, segundo ele, desmotivaria o turista a fazer um “tour pelo Brasil”.
Ainda na reunião da CNC, Alexandre Sampaio, presidente do Conselho de Turismo da entidade, ressaltou que a capacitação profissional gratuita oferecida pelo Senac nos idiomas inglês e espanhol está em fase de negociação avançada com o Mtur. Segundo Sampaio, “O ministro do turismo está animado com o projeto”.
Alexandre Sampaio também adiantou que Flávio Dino está confirmado em uma reunião no Rio, antes do Festuris, com o trade hoteleiro para adiantar projetos para 2012. A data, segundo ele, ainda está sendo definida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *