Promoção turística internacional será apresentada no Rio

[Por Brasil Network, 19/09/2011]
A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) e o Ministério do Turismo, em parceria com a Secretaria de Turismo do Rio de Janeiro e com o SEBRAE (RJ), realizam amanhã (20), o Seminário “Promoção Internacional do Turismo no Brasil”. A iniciativa, que está em sua 12ª edição, tem como objetivo o alinhamento das ações de promoção turísticas desenvolvidas pelo Governo Federal e Estadual visando intensificar a divulgação dos nossos destinos e aumentar a entrada de turistas estrangeiros no Brasil e no Rio de Janeiro.
De acordo com o presidente da Embratur, Flávio Dino, o seminário é parte da estratégia do Instituto para se aproximar das instituições estaduais e tomar conhecimento das atividades que vem sendo realizadas para promover o Rio no exterior. “Com o apoio dos estados faremos uma divulgação mais eficaz das ações de promoção dos destinos brasileiros, além de tornar conhecidas as metas do Plano Aquarela 2020, publicação que norteia as estratégias do Instituto” explica Dino.
Na agenda do Seminário, que terá duração de um dia, estão previstas apresentações sobre o “Plano Aquarela 2020”, a Marca Brasil, o Cadastur (Sistema de cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor de turismo) e os produtos turísticos cariocas divulgados no exterior. As ações e as competências de cada área da Embratur também serão apresentadas na ocasião.
Ainda está prevista na programação uma palestra sobre o SBClass, o Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem. A ferramenta favorece a comunicação entre o setor hoteleiro e os turistas com o objetivo de orientá-los da melhor forma em suas escolhas.
Turistas estrangeiros no Rio
O Rio de Janeiro é um dos destinos brasileiros mais famosos no mundo. Em 2010, 982,538 mil turistas estrangeiros entraram no Rio, número que superou, em 80 mil, o total registrado em 2009. A maioria dos turistas que visitaram o Rio em 2010 são europeus (370,425 mil), seguidos dos sul-americanos (334,862 mil) e dos norte-americanos (200,238 mil).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *