Fórum Permamente de Entidades do Setor de Eventos define prioridades

Questões trabalhistas, de tributação, licitação e o reconhecimento da atividade, incluindo uma pesquisa para o dimensionamento econômico-estatístico do setor estão entre os projetos prioritários selecionados pelas entidades que compõem o Fórum Permanente de Entidades do Setor de Eventos. Estas prioridades foram definidas no segundo encontro do Fórum, realizado na sede da AMPRO, em São Paulo (09/09).

Até o momento são 13 as associações de representatividade nacional que compõem o Fórum: ABEOC, ABGEV, ABR, ABRACCEF, ABRAFESTA, ABE, ABIH, AMPRO, FBHA, UBRAFE, SKAL, CBC&VB e CNCP. Os presentes no segundo encontro aprovaram o termo de referência que define como se dará a gestão do Fórum. A AMPRO assume a coordenação, enquanto a secretaria executiva fica com a UBRAFE e a assessoria de articulação político-institucional com a ABEOC.
O Fórum se estabelece como uma instância de discussões, sem a constituição de uma pessoa jurídica. Firma-se como uma entidade “horizontal”, onde todos os participantes têm o mesmo peso e haverá um rodízio na organização dos encontros. A próxima reunião estará a cargo da ABE- Academia Brasileira de Eventos e será no final de novembro, em São Paulo.
Entre os projetos selecionados como prioritários, destacam-se a desburocratização no registro de trabalhadores temporários e eventuais em eventos; questões tributárias relacionadas com PIS/Cofins; aplicação da Lei Geral do turismo (fiscalizar eventos sem organizador e exigência do Cadastur em licitações), melhora nos processos de licitações para eventos, ações de divulgação e informações do setor como um todo, a execução da primeira pesquisa quantitativa e qualitativa do setor e a criação do Dia do Profissional de Eventos, uma iniciativa da Academia Brasileira de Eventos apoiada pelo Fórum.
“Era um desejo das entidades a formação de um grupo que pudesse pensar, planejar e encaminhar questões de interesse do mercado de eventos”, analisa a presidente da ABEOC, Anita Pires, motivadora da criação do Fórum. “Esta oportunidade de fazer um pacto entre as entidades foi considerada em um momento extremamente importante do setor para o encaminhamento de políticas públicas e de mercado no sentido de garantir a profissionalização e organização do mercado que ainda tem muitas necessidades e gargalos”, complementa Anita.
“Quando a Anita Pires, da ABEOC, convidou a AMPRO para participar de um movimento para unir o setor de Eventos, achei uma ideia ousada. Algumas outras tentativas foram feitas nos anos passados e efetivamente não aconteceram. Mas, desta vez, numa reunião com 14 entidades no dia 12 de julho, todos sentiram que mais do que atividades externas, o setor precisava levantar as causas transversais para debater e solucionar. Uma constante busca pela sustentação do Negócio é a bandeira de todos. Como também fortalecer o setor, através do fortalecimento de cada entidade. E, abrir um diálogo transparente com órgãos governamentais em busca do desenvolvimento do setor. Assim entendido por todas as entidades presentes, elas trabalharam na busca de questões prioritárias e fundaram, nesta mesma data, o Fórum Permanente das Entidades do Setor de Eventos como o local apropriado para desenvolver e alcançar em conjunto este objetivo maior. Por isso, é importante neste momento ter todo o cuidado de manter acesa a chama da mobilização e incentivar de forma positiva o rápido andamento dos trabalhos ali definidos.”, comenta a presidente do Conselho Consultivo da AMPRO, Elza Tsumori.
Segundo Vera Simão, presidente da ABRAFESTA, “é de extrema importância integrar este Fórum com outras entidades do setor, para que esta união fomente discussões políticas e planejamento de ações”, finaliza.
Até o momento são 13 as associações que iniciam o movimento do Fórum, ainda aberto para ser integrado por outras entidades representativas do setor:
Associação Brasileira de Empresas de Eventos (ABEOC)
Academia Brasileira de Eventos
Associação Brasileira de Eventos Corporativos (ABGEV)
Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH)
Associação Brasileira de Resorts (ABR / Resorts Brasil)
Associação Brasileira de Centro de Convenções e Feiras (ABRACCEF)
Associação dos Profissionais, Serviços para Casamento e Eventos Sociais (ABRAFESTA)
Associação de Marketing Promocional – Ampro
Confederação Brasileira de Convention & Visitors Bureaux – CBC&VB
Comitê Nacional de Cerimonial e Protocolo – CNCP
União Brasileira de Promotores de Feiras (UBRAFE)
Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação – FBHA
SKAL Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *