Seminário detalha oportunidades para Copa de 2014

[Por Agência Sebrae, 23/08/2011]
Preparação é a palavra-chave para os micro e pequenos negócios acessarem as oportunidades geradas pelos eventos esportivos mundiais que ocorrerão no Brasil, como a Copa de 2014. A necessidade de capacitação é defendida por participantes do 3º Encontro de Oportunidades para as Micro e Pequenas Empresas (Fomenta/Minas), realizado pelo Sebrae em Juiz de Fora (MG).
“Muitos recursos e negócios virão, mas terão acesso a eles as empresas que estiverem preparadas”, assinalou o superintendente do Sebrae em Minas Gerais, Afonso Maria Rocha, ao abrir oficialmente o evento na noite de terça-feira (23). A programação segue até esta quarta-feira (24). Mapeamento do Sebrae em parceria com a Fundação Getúlio Vargas aponta 930 oportunidades de negócio para as micro e pequenas empresas nas 12 cidades-sede da Copa 2014, em setores que vão da construção civil ao agronegócio. Em Minas, há 699 oportunidades, que serão detalhadas no Fomenta.
Até 2013, o Sebrae vai investir R$ 80 milhões em iniciativas para possibilitar que os pequenos negócios aproveitem as oportunidades da competição. Afonso Maria lembrou que o Sebrae já vem trabalhando nesse sentido e destacou a importância do envolvimento no processo do poder público, das instituições de apoio e das entidades empresariais.
Exclusividade
No evento, o secretário-adjunto de Desenvolvimento do governo de Minas Gerais, Paulo Sérgio Alves, reafirmou que até novembro deste ano o estado editará decreto garantindo exclusividade para as micro e pequenas empresas nas compras de até R$ 80 mil. A medida, explicou, conclui a regulamentação do capítulo da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, que permite ampliar o acesso dos pequenos negócios às compras governamentais.
Conforme o secretário, as compras do governo de Minas correspondem ao segundo maior gasto governamental, abaixo apenas das despesas com a folha de pagamento de pessoal. Ele reafirmou que em 2010 o governo comprou R$ 4,5 bilhões, dos quais cerca de 10% foram adquiridos de micro e pequenas empresas. A ideia é incrementar esses números. O secretário também anunciou ainda para este ano a integração dos processos de cadastramento e credenciamento de empresas para participar das licitações do governo e garantiu que serão incrementadas parcerias para ampliar informações aos empresários sobre como acessar este mercado.
O vice-prefeito de Juiz de Fora, Eduardo José Lima de Freitas, destacou a importância do fortalecimento das micro e pequenas empresas para o desenvolvimento local e nacional. “Elas são a força motora da economia de Minas e do Brasil”, lembrou. No evento, também foi lançada oficialmente a nova edição do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor no estado, cujas inscrições vão até 20 de dezembro. A premiação é promovida para incentivar o desenvolvimento local por meio do apoio aos micro e pequenos negócios. Os vencedores estaduais concorrem à premiação nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *