Festival do Turismo de Gramado terá Rodada de Negócios

[Por Mercado e Eventos, 25/8/2011]
Com 354 expositores e 1,7 mil marcas já confirmados, o Festival do Turismo de Gramado (Festuris) terá como principal novidade para a próxima edição em novembro a realização da Rodada de Negócios que será coordenada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O formato da rodada e os participantes serão definidos no dia 30, durante reunião em Brasília (DF).
Para a diretora do Festuris, Marta Rossi, a confirmação da rodada de negócios mostra que o reconhecimento do festival é cada vez maior. Conforme o Sebrae, os setores que participarão dos encontros serão pesca amadora e turismo religioso, e um segmento será definido para envolver negociadores internacionais. A participação nas rodadas será gratuita, com a necessidade de agendamento.
A reestruturação do Pavilhão II do Serra Park, onde ocorrerá o evento, é outra novidade da edição de 2011. Ele ganhará nova decoração e abrigará destinos em destaque, workshops e um espaço onde a Associação Brasileira das Agências de Viagem no Estado (Abav-RS) prestará suporte aos agentes, em questões como normas sanitárias, alfândega e responsabilidade civil. Roteiros também terão espaço, com destaque para o enoturismo de Flores da Cunha, município situado na região da Serra.
A expectativa nesta edição, que ocorre de 17 a 20 de novembro, é superar em 10% o número de visitantes de 2010, quando 13 mil pessoas estiveram no festival. O número de stands também deverá crescer nesta proporção. Até o final de agosto, as inscrições para visitantes do trade são gratuitas. “A procura está sendo muito positiva, com a confirmação de participantes das diferentes regiões do Brasil e também expositores internacionais”, comemora Marta.
Após a chegada de novas linhas aéreas a Porto Alegre, como TAP e Taca, expositores de Colômbia, Venezuela, Panamá e de Vêneto, na Itália, já garantiram seus stands, muitos deles expondo pela primeira vez. “O crescimento do interesse de estrangeiros certamente é um reflexo das novas linhas aéreas, que colocam o Rio Grande do Sul em um padrão de interesse turístico internacional”, diz Marta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *