Estudo revela percepção do viajante de negócios com gestão de viagens

[Por Business Travel Magazine, 22/08/2011]
A obtenção de economias e a satisfação do viajante são igualmente importantes para os viajantes de negócios, quando eles pensam sobre a administração de viagens em suas empresas, de acordo com conclusões de um novo estudo olvido pela Global Business Travel Association em conjunto com a revista norte-americana Executive Travel Magazine. A pesquisa ouviu 1.000 viajantes corporativos, dos quais 51% do “nível C” (presidentes, vice-presidentes, proprietários e sócios) e outros 49% do chamado “staff travelers” (gerentes e supervisores). No total, mais de nove em cada dez dos viajantes de negócios disse que a redução de custos (93%) e a satisfação do viajante (94%), são importantes com relação ao gerenciamento de viagens de suas empresas.
Entretanto, de acordo com a pesquisa, mais da metade das empresas (55%) continuam não possuindo um programa de gestão estratégica de viagens. E o estudo destaca uma série de oportunidades para adoção de programas de gestão de viagens corporativas:
· Cerca da metade dos pesquisados (48%) acha que uma administração profissional de viagens é importante;
· Mais de um terço (36%) disse que a gestão de viagens é mais importante agora do que há dois anos atrás;
· Quase a metade (54%) acredita que suas empresas ainda não quantificaram o montante de dinheiro economizado com políticas de gestão de viagens. Outros 19% não têm certeza se suas empresas controlam esses números.
A pesquisa também procurou mapear as atuais tendências da gestão de viagens, sob a perspectiva dos “staff travelers”:
· A grande maioria (70%) relatou que as políticas de viagens dentro de suas empresas são comunicadas de forma muito ou mais ou menos clara;
· Quase a totalidade (90%) “sempre” ou “habitualmente” cumpre as políticas de viagens;
· Cerca da metade (52%) acha que as políticas de viagens de suas empresas permaneceram iguais, em comparação com 12 meses atrás, e outros 44% acreditam que elas se tornaram mais rigorosas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *