Associados Braztoa faturam R$ 7,5 bilhões em 2010

[Por Leila Melo, Mercado e Eventos, 23/08/2011]
Os associados Braztoa alcançaram a marca de R$ 7,5 bilhões em faturamento em 2010. Esse montante corresponde a um crescimento de 22% em relação ao ano anterior. “Para este ano, já estimamos crescer esse número em, pelo menos, 15%. Somente no primeiro trimestre deste ano conseguimos incrementar nossas vendas em 20%. Diante disso, acreditamos que chegaremos ao final do ano com um faturamento três vezes maior que o PIB Nacional”, destacou Marco Ferraz, presidente da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa). Ele estima que, até o final do ano, a movimentação das associaddas Braztoa passe dos R$ 9 bilhões. Ao longo de 2010, a Braztoa transportou 4,7 milhões de passageiros.
Esses dados integram o primeiro anuário Braztoa e lançado nesta terça-feira (23/08) em São Paulo. Denominado de Datatur, o estudo identifica o tamanho e a abrangência das atividades das operadoras Braztoa. Para a compilação dos dados, a entidade contou com a participação de 62 operadoras associadas – elas também serviram de base para a projeção das informações do total de 84 associados. A Braztoa representa, atualmente, 85% dos pacotes comercializados no Brasil e 18% dos bilhetes emitidos no país. Além disso, 41% das operadoras são de grande porte – média de 50 colaboradores – e 76% vendem pacotes turísticos internacionais. “Isso é reflexo do câmbio favorável e da alta demanda de brasileiros por viagens ao exterior”, comentou Ferraz. Já 44 associaddas vendem pacotes domésticos.
De acordo com José Eduardo Barbosa, ex-presidente da Braztoa e responsável por iniciar a produção do anuário, o Datatur mostra o reconhecimento da importância do turismo para a economia brasileira. “Todas as diretorias da entidade se envolveram no projeto e isso demosntra todo o nosso amadurecimento”, completou Barbosa. Em 2010, os associados Braztoa registram um volume de negócios de R$ 3,6 bilhões em destinos domésticos , movimentando 3,4 milhões de passageiros. Em destinos internacionais, as operadoras atingiram R$ 3,7 bilhões em negócios e 1,3 milhão de pessoas embarcadas. “Se considerarmos os pacotes turísticos nacionais, que envolvem os bilhetes aéreos e os serviços terrestres, registramos R$ 2,2 milhões em vendas e transportamos 1,9 milhão de passageiros. O valor do ticket médio foi de R$ 1.147”, ressaltou Marco Ferraz.
A perspectiva, segundo Afonso Louro, vice-presidente da Braztoa, é que as vendas de pacotes nacionais feche 2011 com um crescimento de 30%. “Nesse primeiro trimestre, conseguimos um imcremento de 20% em comercialização de roteiros domésticos”, comentou Louro. Cerca de 42% dos pacotes nacionais vendidos foram direcionados para a região Nordeste. No segmento internacional, o destino mais vendido nesse peíodo foi os Estados Unidos. No ano passado, os associados Braztoa tiveram um faturamento de R$ 3 bilhões com a venda de pacotes completos (aéreo e terrestre) e embarcaram 1 milhão de passageiros. O valor do ticket médio foi de R$ 2.876.
Esses dados, segundo Marco Ferraz, são fruto da ascensão da nova classe média. “Temos 30 milhões de brasileiros na classe C e 15 milhões que subiram para a classe B. Além disso, aprendemos a utilizar a tecnologia ao nosso favor com mais ações na internet e em sites de compras coletivas e passamos a segmentar nossas ofertas e oferecer produtos para diferentes públicos”, explicou Ferraz, mencionando ainda a valorização do real para a emissão de brasileiros ao exterior e a diversificação de pacotes para atrair novos viajantes ao mercado doméstico. As associados Braztoa empregam 7.261 pessoas. Para a edição 2012 do Datatur, a Braztoa incluirá infotmações como o faturamento por destinos; passageiros por destino, preço médio dos pacotes por destinos e os percentuais do faturamento gasti com a folha de pagamento e terceirizados e com marketing.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *