Projeto do novo aeroporto transforma Foz do Iguaçu em elo da América Latina

Por ClickFoz 12/07/2011
O Fundo de Desenvolvimento e Promoção Turística do Iguaçu está intercedendo para várias entidades um estudo de viabilidade sobre o novo Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu. O documento aponta Foz do Iguaçu como “Hub do Mercosul e Países Andinos”.
O estudo do novo aeroporto prevê vôos para todo o Mercosul e algumas cidades de países da América Latina. Entre elas estão Caracas, Bogotá, Quito e La Paz, atualmente só existem vôos para Santiago, Lima e Montevidéu.
Propostas – De acordo com o Plano Diretor o novo aeroporto terá um terminal ao lado oposto do atual, precisará de desapropriação de área superior a 600 hectares e uma remodelagem total de acesso e infraestrutura. O gasto previsto é de R$880 milhões.
O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) prevê ampliação da sala de embarque, climatização e cobertura da área de acesso ao aeroporto. A previsão de gasto é de R$30 milhões.
O Fundo Iguaçu propõe transformação a partir da estrutura já existente, nova pista de pouso e decolagem com 2.700 metros, conversão da pista atual em taxiway, reforma do terminal de passageiros, ampliação das salas de embarque e desembarque, climatização e instalação de cinco fingers, dois hangares e um novo terminal de carga, novo acesso ao aeroporto. O custo total seria de R$400 milhões.
Aumento do fluxo de visitantes – Em 2010 o crescimento do movimento no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu foi de 43,1%. Em 2007 foram realizados 766.000 embarques e desembarques, em 2001 foram 1.155.000. A previsão é que em 2014 sejam 2.500.000.
Em 2007 o aeroporto operava com duas companhias aéreas – Gol e Tam – em oito vôos diários regulares. Atualmente opera com oito companhias aéreas – Tam, Gol, Azul, Webjet, Trip, Lan, Pluna e BQB – em 26 vôos diários regulares. Estão previstos ainda para este ano seis novos destinos.
Dados – Os atrativos turísticos também tiveram grande aumento na movimentação de turistas. O Parque Nacional recebeu 1.265.000 visitantes em 2010, isso significa um aumento de 18% em relação ao ano anterior. É previsto para 2011 um crescimento de 12% atingindo 1.400.000 visitantes.
A Usina Hidrelétrica de Itaipu recebeu 553.00 visitantes em 2010, 17,8% mais que em 2009. Espera receber 600.00 pessoas em 2011, um crescimento de mais 10%. Já o turismo de eventos cresceu 18,8% em 2010, espera-se um crescimento de 20% em 2011.
Foz do Iguaçu – é a maior cidade de fronteira do Brasil. De acordo com a Embratur – Instituto Brasileiro de Turismo – é o 2º destino brasileiro para turistas estrangeiros. Está entre as cinco cidades brasileiras que mais recebem turismo de eventos nacionais e internacionais.
Segundo o Ministério do Turismo o município está em 1º lugar entre as cidades não-capitais no Estatuto de Competitividade dos 65 Destinos Indutores do Desenvolvimento Turístico Regional. É o 6º maior parque hoteleiro do Brasil e está geograficamente localizada no centro do Mercosul.
O documento do Fundo Iguaçu já foi enviado à Secretaria de Aviação Civil em maio. A ideia é levar à participação privada a administração do aeroporto de Foz, igualmente está sendo realizado em Natal e Guarulhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *