Fórum de Entidades do Setor de Eventos terá primeiro encontro no dia 12 de julho

Foto: Christian Cruz - CC byDiscutir estratégias de fortalecimento das relações institucionais das entidades do setor de eventos na busca de integração, parcerias e ações conjuntas. Este é um dos objetivos do Fórum de Entidades do Setor de Eventos, cujo primeiro encontro está programado para o dia 12 de julho, das 8h30 às 13h30, na sede da Fecomércio, em São Paulo.
O Fórum terá a participação da Associação Brasileira de Empresas de Eventos (ABEOC) e de outras 10 entidades: Academia Brasileira de Eventos, Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), Associação Brasileira de Resorts (ABR), Associação Brasileira de Centro de Convenções e Feiras (ABRACCEF), Associação de Marketing Promocional (AMPRO), Confederação Brasileira de Convention & Visitors Bureaux (CBC&VB), União Brasileira de Promotores de Feiras (UBRAFE), Associação Brasileira de Festas (ABRAFESTA), Associação Brasileira de Eventos Corporativos (ABGEV) e Comitê Nacional de Cerimonial e Protocolo (CNCP).
Também são objetivos do Fórum: Debater o papel estratégico-político das entidades da cadeia de eventos e seu impacto nos negócios e na economia do país; Levantar os gargalos e necessidades do setor e definir ações junto ao mercado e aos governos federal, estadual e municipal; e Definir encaminhamentos para criação do Fórum Permanente das Entidades do Setor de Eventos.
“Nossa ideia inicial é podermos debater nosso setor com a rede mais próxima e depois ampliarmos em número de entidades, se for consenso do grupo”, informa a presidente da ABEOC, Anita Pires. “Cada entidade poderá participar com até dois representantes, pois será uma reunião de trabalho objetiva e a continuidade do Fórum dependerá das decisões tomadas neste primeiro encontro”, acrescenta Anita.
O evento terá metodologia de Dulce Magalhaes, profissional de renome internacional, a fim de permitir que após o curto período de tempo seja possível sair do encontro com metas e ações claras e objetivas. “Apesar das particularidades de cada entidade, há necessidades comuns a todas, e com a integração de algumas ações o mercado de eventos sairá fortalecido e todos serão beneficiados”, assegura a presidente da ABEOC, Anita Pires.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *